Carnaval e Quaresma – Por Emerson Rodrigues

0

Estamos aí no finalzinho do Carnaval e a beira de uma das épocas mais serenas da Igreja Católica: a Quaresma! Você sabe o que é Quaresma e qual é o seu objetivo? Sabe porque os santos, santas, anjos ficam cobertos na igreja? Sabe porque a cor litúrgica desse Tempo é roxa? A Quarta-feira de Cinzas é para pedirmos perdão por termos pulado o Carnaval? Vejamos aqui…

A palavra Quaresma significa numa tradução livre Quarenta Dias. Essa realidade do número 40 é muito clara e muito usada na Bíblia, tanto  no Antigo Testamento como no Novo Testamento. Esse número simboliza um período de conversão e penitência. Lembremos dos 40 dias e 40 noites do dilúvio, dos 40 dias que Deus deu a cidade de Nínive para conversão (e foi salva), dos 40 dias no deserto nos quais Cristo passou antes de se revelar publicamente como Messias, e etc…

Na Quaresma a Igreja visa uma preparação para celebrarmos a Páscoa. No Antigo Testamento a Páscoa celebrava (e os judeus ainda celebram assim), os 40 anos no deserto fugindo da escravidão do Egito. Ou seja, celebravam a libertação, o fim da escravidão dos hebreus nas mãos do Antigo Egito.

No Novo Testamento Jesus fez algo inédito na Páscoa Judaica até então celebrada assim por milhares de anos… Ele pegou o pão e o vinho, deu Graças (Eucaristia), distribuiu aos ali presentes, mas, disse serem seu Corpo e seu Sangue para a nossa Salvação. Daí em diante, os cristãos passaram a celebrar a Páscoa no sentido Cristão: A nossa libertação espiritual da condenação do pecado mediante o Sacrifício de Cristo e nosso arrependimento. Isso continua até hoje e será até o dia da nossa libertação final com a Vinda de Cristo.

A Igreja nos prepara também para celebrarmos melhor a Páscoa Litúrgica que encerra a Quaresma na Semana Santa. Como liturgicamente, só vamos celebrar a Páscoa como Solenidade no fim da Semana Santa, ou seja, no Tríduo Pascal (Sexta Santa, Sábado Santo e Domingo de Páscoa), então, os santos ficam cobertos porque não havia salvação nem esperança de Céu até a Morte e Ressurreição de Cristo, que resgatou as almas. Quando aí serão descobertos, e cantaremos o Glória nas Missas.

Na Quaresma o Glória e o Aleluia ficam reservados para o Sábado de Aleluia ou em exceções dentro da Quaresma quando acontece de ter alguma festividade litúrgica. Na Quaresma os instrumentos musicais não são proibidos mas tem que ser mais brandos.

A cor é roxa, porque roxo está ligado a dor, que lembra a dor do pecado, a dor de ofendermos a Deus, de ofendermos nossas almas, de machucarmos o próximo… O roxo é trocado pelo branco na Missa dos Santos Óleos e Lava Pés, no Sábado de Aleluia e no Domingo da Páscoa. E o vermelho é usado na Celebração da Paixão na Sexta Santa.

A Missa da Quarta-feira e Cinzas abre liturgicamente a Quaresma e a Campanha da Fraternidade. Enquanto que a Quaresma é um Tempo Litúrgico para toda a Igreja, a Campanha da Fraternidade é realizada apenas no Brasil e em alguns países.

A Missa da Quarta-feira de Cinzas baseia-se na Bíblia, quando no Gêneses diz que somos pó e ao pó voltaremos. Como sinal de arrependimento e reconhecimento dessa nossa pequenez em comparação a Deus, recebemos as cinzas tal como relata a Bíblia, como no caso da cidade de Nínive e do fiel Jó.

Não é necessariamente uma Missa onde se pede perdão pelo que fez no Carnaval. Pois, carnaval só tem no Brasil. Muitos católicos pulam carnaval, uns apenas se divertem e brincam, outros exageram e fazem coisas mais graves. Para esses sim, vale o recado de pedir perdão. Quando o padre ou o ministro coloca as cinzas na nossa cabeça diz: Arrependei-vos e crede no Evangelho! Mas, é uma Missa de arrependimento independente do Carnaval. E mais, mesmo se fosse referente ao Carnaval, de nada adiantaria alguém receber as cinzas já planejando fazer tudo de novo no Carnaval seguinte. As cinzas não perdoam os pecados, é um gesto simbólico de arrependimento, coisas graves precisam de Confissão.

Vivamos bem essa Quaresma, escolha algo para renunciar, e ajude ao próximo! Sempre! A Quaresma é um impulso na vida de oração e atitudes.

Emerson Rodrigues

Da Redação/Portal Araçagi

Share.