Estudantes ocupam instituições de ensino em atos contra PEC-241 na PB

0
Protesto de estudantes da UFPB em Bananeiras contra PEC (Foto: Volney Andrade/TV Cabo Branco)

Protesto de estudantes da UFPB em Bananeiras contra PEC (Foto: Volney Andrade/TV Cabo Branco)

Estudantes, professores e servidores de instituições públicas de ensino superior e técnico na Paraíba voltaram a realizar nesta quarta-feira (26) uma série de mobilizações contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Na Paraíba, foram registradas ocupações em pelo menos dois campi da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e um campus do Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia (IFPB).

A PEC foi aprovada pela Câmara dos Deputados na madrugada desta quarta-feira, após cerca de 14 horas de sessão, e o texto agora segue para análise no Senado.

A ocupação no prédio-sede do IFPB em Sousa, no Sertão paraibano, começou na segunda-feira (24). De acordo com a assessoria de comunicação do campus, a mobilização começou por parte dos estudantes, mas tem o apoio dos professores e servidores técnico-administrativos. O órgão explica que os estudantes repudiam a PEC 241, a reforma no ensino médio e o projeto Escola Sem Partido.

Protesto de estudantes da UFPB em Bananeiras contra PEC (Foto: Volney Andrade/TV Cabo Branco)

Protesto de estudantes da UFPB em Bananeiras contra PEC (Foto: Volney Andrade/TV Cabo Branco)

Ainda segundo a assessoria de comunicação, a previsão dos estudantes é que a mobilização termine na sexta-feira (28), para que o prédio seja liberado para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas os manifestantes ainda vão se reunir e deliberar se a ocupação volta a acontecer após as provas. Durante a mobilização, os alunos espalharam cartazes e realizam oficinas para pais, alunos, servidores e para a população, com temas relacionados à mobilização.

Outras duas ocupações foram registradas nesta quarta-feira, nos campi de Bananeiras e Rio TintoMamanguape da UFPB. Segundo o Sindicato dos Professores da instituição (ADUFPB), os estudantes ocuparam salas de aula no início da manhã e interromperam as aulas. Nos dois campi, os estudantes realizam uma mobilização para esclarecer as pessoas sobre a PEC. O órgão não soube informar por quanto tempo a ocupação vai acontecer.

Fonte: G1PB

Share.