Mulunguzinho velho, ruínas e lamentos – Por José Veríssimo

0

Terra deserta testemunha do passado 
Arquivo dos restos dos que aqui viveram 
Solo berço histórico mundo eternizado 
Tutora dos segredos dos que nos antecederam

Cenário das lutas dos antepassados
Batalha pelas vidas, que todos perderam 
Coquistas e vitórias sonhos sepultados 
Segredos dos humanos que a tempo morreram

Taperas que guardam vidas adormecidas 
Das almas lembradas e pelos ventos varridas 
Silencio que ecoa no mundo do além

Nesta terra árida já petrificada 
Toda nossa história fica registrada 
Como a deles, a minha e a sua também!!!

POETA JOSÉ VERÍSSIMO

Direito reservado: José Veríssimo

 

Da Redação/Portal Araçagi

Share.