Por Irinaldo Moreira: Brasil – Sociedade da Imagem

0

Os problemas políticos e sociais do nosso País hoje são situações de falhas e ineficiências da administração pública. Atualmente, o sistema político ou a sua legislação tem recebido críticas internamente e internacionalmente, inerente às denúncias de corrupção e impunidade de crimes cometidos por políticos,ministros e juízes.

Aos nossos olhos, essas classes sociais são raramente condenadas por crimes, e quando são, recebem penas relativas, brandas, com inúmeras regalias. Por isso, é chegada a hora do povo brasileiro ter que criar um programa de instrução, de informação e de incentivos à população contra à apatia, cinismo, pessimismo político e a falta de educação política por parte dos nossos representantes.

No entanto, temos que nos informar melhor, para saber julgar candidatos e acompanhar seu desempenho durante todo pleito de seu mandato. Políticos no Brasil tem uma enorme carga de benefícios salariais. Além disso, as campanhas eleitorais são patrocinadas por organizações privadas, gerando compromissos de interesses particulares que praticamente impossibilitam o exercício do crescimento econômico e de outras esferas sociais; mandatos que deveriam ser trabalhados em favor da sociedade carente do nosso País são ridicularizados diante de investigações que só favorecem a corrupção.

Para tanto, políticos são motivados a entrar na carreira em busca de salários altos, benefícios, interesses privados e empregar amigos e parentes. Contudo, há poucos incentivos para que defendam os interesses públicos. Infelizmente, a grande maioria da população brasileira ainda reelege a cada período eleitoreiro, políticos com o histórico de acusações e condenações por crimes de corrupção entre outros. O que somos realmente? Eleitores ou Ignorantes Políticos? Atualmente, o nosso País tem obtido baixo desempenho em avaliações internacionais de educação; o sistema público de educação é frequentemente criticado por condições precárias e salários baixos dos professores (provocando greves frequentes). Será essa a razão de tanta ignorância política.

No Brasil, segundo o Presidente Michel Temer, não temos crise econômica e política. Ao que tudo indica, parece haver uma normalidade jurídica que é praticada somente na superfície da sociedade. Onde determinadas camadas podem usufruir do Estado democrático de direito, enquanto o resto vive às escuras e não recebe atenção devida. Mais do que isso, levamos a crer que à máquina judiciária anda em concomitância com essas camadas que estão no campo visível das relações de poder e da institucionalização política brasileira.

Como vemos, a cobiça pelo poder parece ter envenenado freqüentemente a alma dos homens. Mas o que todos nós desejamos é ajudar uns aos outros. O que queremos como nação é viver para a felicidade do próximo e não para o seu infortúnio. Neste mundo há espaço para todos, a terra pode prover todas as nossas necessidades. Por isso, não devemos ser vítimas de um sistema que tortura seres humanos trabalhadores e encarcera inocentes. Entretanto, sou mais um brasileiro que fica indignado, perplexo e confuso com a situação caótica do nosso País. Afinal, o que vemos é mais um jogo de poder e de forças que ocorre aparentemente a luz do dia entre essas camadas. A partir de que ângulo podemos pensar e analisar o que está acontecendo? Onde fica o chamado Estado democrático de direito? Pode alguma reforma política mudar esse mundo para melhor?

Profº Irinaldo, com Licenciatura Plena em História e Formação em Psicopedagogia

 

Da Redação/Portal Araçagi

Share.