‘Protegia a barriga e pedia para não morrer’, diz grávida que teve olhos e boca colados

0

“Eu só protegia minha barriga e pedia para não morrer”. Foi assim que a mulher grávida que foi espancada e teve os olhos e a boca colados com cola instantânea, em Campina Grande, descreveu as cenas de horror que viveu nessa terça-feira (11). O crime aconteceu no bairro Belo Monte, na Zona Leste da cidade. As informações são do Portal Correio.

Em entrevista à TV Correio, a jovem de 21 disse o que ocorreu após ter sido abordada por três homens que a carregaram no porta-malas de um carro e levaram para um matagal. 

Me pegaram, me botaram em um carro e me levaram para a estrada de Massaranduba. Me jogaram no chão, rasgaram meu vestido e começaram a me bater. Colaram meus olhos e minha boca. Eu tentava proteger minha barriga e só pedia para não morrer. Eles não tiveram pena de uma mulher grávida”, explicou a vítima.

Ela ainda disse que a ação pode ter durado cerca 15 minutos. Mesmo com olhos e boca colados e com dores, a mulher conseguiu pedir ajuda e foi levada para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Após exames, foi constatado que o bebê passa bem e que a visão da gestante não foi comprometida.

A polícia ainda investiga o caso, mas até o fechamento desta matéria nenhum suspeito tinha sido identificado.

 

Fonte: Portal Correio

Share.