Psicologia, um curso cheio de emoções, saiba um pouco mais sobre ele

0

O curso de Psicologia sob a otica da graduanda Aldylayne Duarte, é o tema da nossa publicação de hoje em nossa serie “Conhecendo os cursos superiores”, confira:



Sou concluinte do curso de Psicologia pela Faculdade Maurício de Nassau de João Pessoa- PB, discente do 10º e último período da grade curricular exigida. Estudar a mente humana é estar sempre se deparando com o novo e inesperado. É também uma experiência de empatia e altruísmo, sobretudo respeitando a individualidade, crenças e valores do outro.

A psicologia é o estudo científico da mente e comportamento humano, bem como suas interações com o meio social. O curso de Psicologia possui um vasto campo para atuação, dentre eles: Psicologia escolar, educacional, organizacional, da saúde, hospitalar, clínica, do esporte, trânsito, ambiental, da publicidade, marketing, neuropsicologia, psicologia forense, entre outros.

Em se tratando de Psicologia, especialmente a clínica, hoje ainda existem muitos paradigmas no que se refere ao estereótipo atribuído ao Psicólogo, pois há uma associação em: Psicologia apenas para os que são acometidos por Doenças Mentais, e este dilema torna-se um assunto que precisa ser pensado e conversado, quando muitos sofrem com problemas psicológicos advindos das diversas situações da vida, e por pensar sob esta perspectiva anulam-se as possibilidades da busca por uma psicoterapia.

A Clínica Psicológica abrange as mais diversas abordagens: Individual, grupal, familiar, atendendo ao público infantil, adolescente, adulto e idoso.

A psicologia pode atuar como uma área multidisciplinar ou interdisciplinar com outras profissões quando se trata de questões como: Transtornos Alimentares (Obesidade, Bulimia, Anorexia), Problemas dermatológicos(Psoríase), Questões Judiciais (Alienação Parental, Adoção), Problemas Ortodônticos(Bruxismo), Disfunções Sexuais, Na área da Equoterapia e etc.

No trabalho de conclusão do curso, estou abordando o tema que fala a dificuldade dos pais em aceitar um filho com Transtorno, e o texto discorre apresentando que esta não aceitação é um fato que dificulta a busca por um tratamento adequado para a criança, assim impossibilitando o desenvolvimento de suas habilidades. É um assunto que também compete ao Governo no que tange as escassas possibilidades para prognóstico, como a sociedade como um todo que ainda carrega um discurso de preconceito com o diferente.

Este é um pouco do muito sobre os alcances da Psicologia. É importante e válido levar este campo de atuação para os meios de comunicação pois além de transmitir conhecimentos sobre a área, serve como orientação para os que pretendem seguir este caminho, também como forma de dissolver alguns tabus impostos durante o percurso histórico da psicologia.

 

Não somos apenas o que pensamos ser, somos mais.

Somos também o que lembramos e aquilo que nos esquecemos;

Somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos,

os impulsos a que cedemos, “sem querer”.

(Sigmund Freud)

Aldylayne Duarte Graduanda em Psicologia pela
Faculdade Mauricio de Nassau

Share.