Recomeçar – Por Wellington Fortunato

0
Diante da vida
Sem expectativas!
Renascem, coloridos
Aqueles sonhos.
Antes recolhidos
Tímidos e sozinhos
Empoeirados no canto do canto
Conquanto ainda vivos!
Bem vindo…
Saúda-se a nova primavera
Bem vindo ao tempo
E – todos – seus recomeços.
W. Fortunato

Direitos reservados ao poeta Wellington Fortunato

Da Redação/Portal Araçagi

Share.