Sobe para 18 as mortes por febre amarela no Rio de Janeiro

0

Imagem Ilustrativa

Aumentou para 18 o número de mortes por febre amarela no Rio de Janeiro, este ano. No total, já são 42 casos confirmados, de acordo com o informe epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde.

A última morte registrada é de Angra dos Reis, na região da Costa Verde, no sul do estado, que teve o primeiro caso confirmado.

Também aumentou o número de locais com registros de macacos mortos pela doença. Além de Niterói, também foram confirmadas mortes em macacos em Angra dos Reis, na Costa Verde, Barra Mansa, Valença e Miguel Pereira, também no sul do estado. Cada local com um caso.

Os municípios com maior incidência da doença são Valença, no centro-sul fluminense, com 14 casos e cinco mortes; Teresópolis, na região serrana, com sete casos e três mortes; Sumidouro, com quatro casos, com um óbito, e Nova Friburgo, com três casos e duas mortes. Rio das Flores, no sul do estado, tem dois casos e duas mortes até o momento.

Também foram registradas mortes por febre amarela em dois municípios da região serrana: Cantagalo e Carmo, que tem dois casos e uma morte cada.

No sul do estado, os municípios de Miguel Pereira e Paraíba do Sul registram um caso, com uma morte cada.

Outros quatro municípios tiveram casos confirmados de febre amarela, mas sem mortes. Duas Barras, na região serrana, tem dois casos; já Petrópolis, também na região serrana, e Vassouras, no centro-sul do estado, registraram um caso cada.

Pela primeira vez, o município de Maricá, na região metropolitana, também aparece na lista com um caso registrado.

A secretaria reforça a importância das pessoas que ainda não se vacinaram buscarem um posto de saúde próximo de casa para serem imunizadas.

Fonte: Agência Brasil

Share.