Três suspeitos de assaltar igreja e sequestrar fiéis em Cuité são presos

0

três suspeitos foram presos em flagrante com uma pistola calibre 380, munições, três coletes à prova de balas, toucas ninjas e objetos levados no assalto (Foto: Reprodução)

Três homens suspeitos de envolvimento no assalto a uma igreja evangélica na cidade de Cuité, no Curimataú do Estado, foram presos pela polícia após a ação neste domingo (30). Os policiais realizaram um cerco para impedir a fuga dos acusados, que estavam em um carro roubado de um dos frequentadores da igreja.

Na ação, os acusados chegaram à Igreja Evangélica das Nações e anunciaram o assalto. Eles ainda fizeram seis pessoas de reféns, sendo uma delas uma criança de um ano. Durante a tentativa de fuga houve troca de tiros, sendo que foram baleados um policial, dois suspeitos e três pessoas que estavam na igreja no momento do crime.

As vítimas foram liberadas após negociação e os três suspeitos foram presos em flagrante com uma pistola calibre 380, munições, três coletes à prova de balas, toucas ninjas e objetos levados no assalto.

Os presos foram identificados como Uanderson Fábio Silva, de 28 anos, Thales José Fernandes Araújo e Igor Terlânio de Oliveira, de 22 anos, cada. Tanto as vítimas quantos os acusados foram levados para o hospital da cidade para passar por avaliação médica. Dois dos suspeitos e uma das vítimas tiveram que ser transferidos para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Um policial militar que foi baleado no braço também foi socorrido para o Trauma e já recebeu alta. O terceiro suspeito foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil, em Cuité.

Dentre os pacientes que foram atendidos no Hospital de Trauma de Campina Grande, três já receberam alta e os outros três permanecem na unidade de saúde, de acordo com boletim médico. Lidiani Anulino da Silva, de 29 anos, Ailson Reginaldo de Oliveira, também de 29 anos, e o suspeito Uanderson Fábio da Silva passaram por atendimento e receberam alta médica.

O outro suspeito, Igor Terlânio de Oliveira, passou por cirurgia e permanece na enfermaria cela com estado de saúde estável. Laura Emília Macedo Venâncio dos Santos Sousa, de 30 anos, sofreu uma fratura de clavícula e permanece internada na área amarela com estado de saúde estável.

Já Manoel dos Santos Silva, de 54 anos, apresenta quadro grave e segue em procedimentos cirúrgicos, já que foi atingido por tiros no tórax e no braço direito.

Diligências continuam – As Polícias Militar e Civil continuam as diligências para prender outros dois envolvidos no crime. Os policiais já localizaram um carro com queixa de roubo, que possivelmente foi usado pelos suspeitos em apoio à ação criminosa.

Fonte: CliCk PB

Share.